segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

QUEM PRECISA DO NATAL?


Olá,

Dezembro está no fim. E o que isso significa? Lojas decoradas, luzes piscando para tudo quanto é lado, a mídia tentando nos empurrar goela abaixo um monte de coisas, coisonas e coisinhas das quais não precisamos. Tudo para que o Natal seja um sucesso (para o comércio, pelo menos). E se você for uma pessoa muito,  eu digo muito azarada, corre o risco de, a cada dois metros, ter que ouvir Simone gritando no seu ouvido: "Então é Nataaaallll..." (Deus me livre!).

Bem... independentemente do lado religioso (não sou), acho o Natal um pé no saco. Nunca foi minha data festiva predileta, muito pelo contrário. Quando eu era criança, o Natal, pra mim, não passava de uma data em que meus vizinhos mais ricos adoravam esfregar na minha cara os brinquedos que tinham ganhado (e que eu NUNCA ganharia). O tempo foi passando e minha relação com essa festa cristã não melhorou. Acho o Natal parado, chato, depressivo...

Ok. Não sou nenhum monstro verde (nem de nenhuma outra cor). Como o Natal é uma data em que a família se reúne - e a minha não é diferente - eu aprendi a sorrir quando, no fundo, queria gritar e mandar toda aquela felicidade (nem sempre verdadeira) pra casa da mãe Joana. Aliás, fico impressionado com a nossa capacidade (humana) de fingir que está tudo bem... mesmo quando nada vai bem.

Ah, foi em um Natal que eu abri o jogo com minha mãe e saí do armário. Quando me revelei, sabe o que ela disse? "Nossa, finalmente. Pensei que num ia se revelar nunca...". Nós rimos...

Então... FELIZ NATAL!
@aharomavelino

3 comentários:

Nando disse...

Nossa Aharon !!!

Aharom disse...

Mas é sério! ODEIO! Muito franca!

claudio disse...

Eu acho que pelo lado religioso o Natal não é qualquer festa assim não,mas concordo que a mídia se aproveita muito,e manipula várias pessoas, que acabam esquecendo o "Verdadeiro Sentido" do Natal.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...