sábado, 29 de outubro de 2011

MÃE E FILHA



 Oi, 
uma ceninha para não peder o hábito. Bom final de semana para todos!
@aharomavelino

CENA.SHOPPING.INT/DIA

Camila entra numa loja acompanhada da mãe Marisa.

CAMILA        Mãe, na boa, num tinha necessidade da senhora me acompanhar. Eu já tou grandinha pra   isso, né?

MARISA        Ah, mas você acha que eu ia perder a chance de te ajudar a escolher o modelito que você vai usar na sua primeira festinha? Não mesmo!

CAMILA        Mãe, do jeito que a senhora fala, parece até que eu tenho cinco anos de idade.
A vendedora se aproxima.

MARISA        (Para a moça) Meu bem, eu queria que você trouxesse uns modelitos lindinhos que combinassem com a carinha fofo da minha filha. (Sorri)

VENDEDORA     Claro, vou pegar alguns dos nossos melhores modelos... (Sai)

CAMILA        Fofa, mãe? A senhora me chamou de fofa?

MARISA        O que tem de mais nisso? Eu te acho fofa!

CAMILA        Fofa é sinônimo de gorda, sabia?

MARISA        Ai, vocês crianças! Inventam cada coisa absurda.

CAMILA        Para de me chamar de criança!

MARISA        Mas você é uma criança, meu bem.

CAMILA        Eu tenho quinze anos!

MARISA        Não disse? Uma criança! (Tom) Muito bem, nós vamos escolher sua roupinha e à noite vou te levar na festinha.

CAMILA        O quê? Nem morta que você vai me levar na festa! (Tom) Mãe, senta aqui que eu vou explicar pra senhora o significado da expressão “pagar mico”...

CORTA PARA:



segunda-feira, 24 de outubro de 2011

SAINDO DO ARMÁRIO


Oi,

Discriminação, preconceito, violência... diante de tudo isso, ainda vale a pena sair do armário? O quê? Você não sabe o que é "sair do armário"? Como assim? Bem, por isso vamos te ajudar. Assista ao vídeo, comente e espelhe a notícia...


É isso.
Beijos, lindos e lindas...
@aharomavelino

domingo, 23 de outubro de 2011

NO DIVÃ



CENA. CONSULTÓRIO. INT/DIA

A MOÇA ANDA DE UM LADO PARA OUTRO ENQUANDO A PSIQUIATRA PERMANECE SENTADA EM UMA CADEIA AO LADO DO DIVÃ COM UM BLOCO DE NOTAS NAS MÃOS.

LUANA                     Quando foi que você decidiu ser psiquiatra?

MARISA                    Não sei exatamente... na adolescência, talvez. Mas isso não importa agora. Agora, o que    interessa é saber como você se sente...

LUANA                     Como eu me sinto em relação a quê?

MARISA                    Ao que você fez.

LUANA                     (INDO PARA O DIVÃ) Você quer dizer em relação a ter matado o meu amante hoje pela manhã?

MARISA                    Isso mesmo.

LUANA                     Me sinto bem... aliás, me sinto ótima. Ele mereceu.

MARISA                    Ninguém merece ser assassinado, Luana.

LUANA                     Ah, mas ele mereceu. Ele não cumpriu com o combinado. Disse que a gente passaria o resto da vida juntos, mas nunca cumpriu com suas palavras. Estava cansada das suas mentiras...

MARISA                    E você sabe por que ele não cumpria com a palavra?

LUANA                     Porque ele era casado, oras...

MARISA                    Você matou um homem casado? Num sente remorso? E como fica a família dele, os  filhos?    

LUANA                     Ele não tinha filhos.

MARISA                    Como pode ter tanta certeza disso?

LUANA                     Porque eu estudei a vida dele. Ele só tinha esposa. Aliás, preciso ir embora. A senhora terá um dia longo pela frente. Terá muito o que fazer.

MARISA                    (POUSA O BLOCO DE NOTAS NA PERNA) Um dia longo? Por quê? O que terei que fazer?

LUANA                     Um enterro, por exemplo. Afinal, eu matei o seu marido!

CORTA.

É isso, madruga fria no DF, nada para fazer, a gente escreve cenas sem pensar direito kkkk.
Beijos e segunda-feira teremos PAPEL MÁGICO 8 - HOMOFOBIA E AFINS
@aharomavelino

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

EU SOU ASSIM...


CENA. QUARTO DE ANDRÉ. INT/NOITE

ANDRÉ DEITADO NA CAMA, SUA MÃE ANDA DE UM LADO PARA O OUTRO DO QUARTO. ESTÁ NERVOSA.

FÁTIMA - Na escola, André? Num tinha outro lugar pra você fazer suas... suas... 
ANDRÉ - Suas o quê, mãe?
FÁTIMA - Safadezas! Suas safadezas!
ANDRÉ - Foi só um beijo... aliás, um beijinho de nada... nem tinha língua. 
FÁTIMA - E você me fala isso com essa cara de pau?
ANDRÉ - Dá um tempo, mãe. Engraçado, né? A Bianca vive se agarrando com o Paulo pela escola e a senhora nunca disse nada!
FÁTIMA - É diferente!
ANDRÉ - Diferente por quê? O mesmo direto que ela tem, eu tenho. Ou não?
FÁTIMA - (PASSA A MÃO PELO ROSTO) Você estava beijando um... um garoto!

ANDRÉ SAI DA CAMA, FICA DE PÉ.

ANDRÉ - Então o problema é esse? A senhora tá aí toda pilhada, dando esse piti todo, só porque eu beijei o meu namorado?
FÁTIMA - (ATÔNITA) Namorado? Meu Deus, é o fim do mundo! Homens não namoram homens, André! Isso num é normal! Num é certo!
ANDRÉ - Sinto muito... então eu sou anormal! Conviva com isso.
FÁTIMA - Você já, pelo menos, tentou num ser assim? Já tentou num ser gay?
ANDRÉ - (APROXIMA-SE DA MÃE) A senhora já tentou mudar a cor dos seus olhos? Sem usar lentes, claro, porque aí seria uma mentira.
FÁTIMA - ... Isso é impossível, ninguém pode mudar a cor dos olhos... a gente nasce e morre com a mesma cor dos olhos...
ANDRÉ - Muito bem... isso responde à sua pergunta... eu nasci assim... vou morrer assim... e outra coisa: sou muito feliz do jeito que sou!

CORTA

domingo, 16 de outubro de 2011

AO MESTRE COM CARINHO


Oi,

falar que a educação é, ou deveria ser, prioridade já é lugar comum. O que falta, de fato, é fazer dela (a educação) um foco e um objetivo. Não se constrói uma sociedade democraticamente justa sem que se invista em educação. Pensando nisso, o Papel Mágico fez uma homenagem aos mestres, com carinho, claro! Vamos ver?

BEIJOS...
@aharomavelino

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

SER CRIANÇA


Oi,

Como foi sua infância? A minha foi divertidíssima. No vídeo especial do DIA DA CRIANÇA, He-Man, Elizabeth e eu relembramos nossa infância. Ouvimos Xuxa e fizemos revelações babadeiras. Vem com a gente?
Beijos...
@aharomavelino



quarta-feira, 12 de outubro de 2011

ESSA VIDA DA GENTE


Oi,

Quando a novela A VIDA DA GENTE entrou no ar, confesso, tive uma certa resistência. Talvez, pelo fato de eu ter gostado muito da novela anterior CORDEL ENCANTADO, achei que essa nova novela das seis não fosse me fisgar. Demorei uma semana antes de me arriscar a ver a obra de Lícia Manzo (aliás, uma estreante no posto de autora titular).

No início, achei a novela meio a cara das obras do Manoel Carlos, desde o título, até a abertura, tudo me lembrava novelas como PÁGINAS DA VIDA, VIVER A VIDA, MULHERES APAIXONADAS, etc e tal. Mas decidi insistir e ver um pouco mais. Pronto, estava feito o estrago. Em uma semana, eu fiquei apaixonado por A VIDA DA GENTE.

Marjorie Estiano, Rafael Cardoso e Fernanda Vasconcellos
A novela é bem escrita, bem realizada (se passa fora do Rio/ São Paulo) e tem uma trama interessante. Vale ressaltar o trabalho incrível do elenco. Fernanda Vasconcellos está muito bem no papel da tenista Ana. Ana Beatriz Nogueira e Gisele Fróes estão perfeitas (de dar raiva) e Nicette Bruno dispensa comentários. Nem a voz nasalizada (que me irrita) de Marjorie Estiano tem comprometido o andar da carruagem. No entanto, quem tem me surpreendido é Sthefany Brito, a ex-senhora Pato, está ótima no papel de Alice, que vai mudando de comportamento com o tempo. Nunca tinha dado muita bola para Sthefany, aliás sempre a achei muito Sandy (meio picolé de chuchu, sabe?), mas, admito, ela tem dado conta do recado com competência.

A novela tem crescido na audiência e agora, com o acidente de Ana, as coisas vão ficar mais dramáticas e o povo, que gosta de sofrer, deve correr para frente da TV.

É isso...
@aharomavelino 

domingo, 9 de outubro de 2011

NÚMERO CINCO


Oi,

O que achamos sobre a saída do Rafinha Bastos do CQC? E o final do Rock in Rio? Isso tudo é debatido no vídeo cinco do PAPEL MÁGICO, com o humor de sempre, claro. Outro detalhe: quem comentar o filme, o blog ou mandar um e-mail para papel.magico3@gmail.com concorrerá ao livro CILADA de Harlan Coben. Divirtam-se com o vídeo...

Beijos
@aharomavelino


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SUA FILHA, COMO ESTÁ?


CENA.CAFÉ.INT/DIA

FINAL DE TARDE, MARIETA E CAROLA, VELHAS AMIGAS DE INFÂNCIA, ENCONTRAM-SE NUM CHARMOSO CAFÉ.

MARIETA - Mas você está ótima, Carola. Nem parece ter... quantos anos você tem, mesmo?
CAROLA - Acho melhor não falarmos sobre isso. No entanto, tenho menos que você, com certeza.
MARIETA - Sério? Quem vê não percebe...
CAROLA - (CORTANDO) E sua filha? Fiquei sabendo que ela se casou.
MARIETA - (ENGASGA COM O CHÁ) Minha filha? Bem... então...
CAROLA - (IRÔNICA) Quando foi o casamento?
MARIETA - Bem... ela não se casou. Não tecnicamente.
CAROLA - Esses jovens, não? Imagina se nosso tempo, nos juntaríamos com um homem sem estarmos casadas. Com tudo certinho, ali, no papal, num é mesmo?

MARIETA FICA CALADA. ENGOLE MAIS CHÁ.

CAROLA - Você está pálida, meu bem. O que foi? Eu disse alguma coisa que não devia? (T) Não se preocupe, tenho certeza que sua filha será muito feliz com esse... como é mesmo o nome do felizardo?
MARIETA - (BAIXINHO) Num é bem... um felizardo...
CAROLA - O que foi que você disse, querida?
MARIETA - (ENCARA A OUTRA) Disse que não é um felizardo.
CAROLA - (FALSA) Não é? Num entendi.
MARIETA - É uma felizarda! Minha filha está morando com outra moça! Aliás, elas estão muito bem, obrigada. (TOMA UM POUCO DE CHÁ, CONFIANTE) Acho que elas estão pensando na possibilidade de adotar uma criança. Num é lindo? Criança de sorte, né? Terá duas mães. Duas mães lindas! Você não concorda?
CAROLA - (SORRINDO) Me passa o açúcar, meu bem?

CORTA


Beijos achocolatados para todos...
@aharomavelino

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ADEUS, JOBS



Oi,

primeiro veio o meu primeiro iPod, logo o iPhone (comprado de alguém que ou trouxe de Miami), depois veio o iPhone 3 e por último, o iPhone 4. Fui fisgado pelo brinquedinho da Maçã. Quando pensei que estava mais curado, lá estava eu comprando meu primeiro iMac. 

Vai, Steve, vai em paz e leve sua criatividade para o outro lado - se o outro lado existir. Aqui, ficamos com as coisinhas que você criou. E seja bem-vindo, meu primeiro MacBook. E o iPad? Bem, esse é o próximo.

Beijos...
@aharomavelino

domingo, 2 de outubro de 2011

PECADO ONDE?


CENA. RESTAURANTE-INT/DIA

PEDRO E ALEX SENTADOS ESPERANDO A COMIDA QUE PEDIRAM.

PEDRO - Você não tem medo?
ALEX - Medo de quê?
PEDRO - De ir para o inferno.
ALEX - E por que eu deveria ter medo de ir para o inferno?
PEDRO - Por causa do seu... digamos, estilo de vida.
ALEX - O que tem meu estilo de vida?
PEDRO - Bem... você sabe, você... você é...
ALEX - Eu sou o quê, Pedro?
PEDRO - Você é assim... desse jeito aí...
ALEX - Eu sou gay? É isso que você quer dizer?
PEDRO - Isso. Você é gay. Deus é contra, você sabe.
ALEX - Deixa Deus fora dessa história, Pedro.
PEDRO - Mas isso é pecado... tá na Bíblia. Você já leu Levíticos capítulo dezoito, versículo vinte e dois? Deus não aprova essa sua vida. Deus disse...
ALEX - (CORTANDO) Deus não disse nada! E desde quando você tem procuração para falar em nome de Deus?
PEDRO - Mas...

CHEGA O GARÇOM, ELE COLOCA OS PEDIDOS SOBRE A MESA E SAI EM SILÊNCIO.

ALEX - (OBSERVANDO O PRATO DE PEDRO) Você num tem medo de ir para o inferno, Pedro?
PEDRO - Por quê?
ALEX - Isso aí que você pediu num é camarão?
PEDRO - É.
ALEX - Bem, acho que você já leu Levíticos capítulo onze, versículos de nove a doze. Camarão não tem escamas, nem barbatana... é um animal impuro. Num é você quem segue a Bíblia à risca? 

PEDRO NÃO SOUBE ARGUMENTAR.

BEIJOS LINDOS E ME SIGAM...
@aharomavelino

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...